[News] Leonard Nimoy morre aos 83 anos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[News] Leonard Nimoy morre aos 83 anos

Mensagem por KristyAnne em Seg Mar 02, 2015 8:03 pm

Leonard Nimoy, o eternizado Spock de Star Trek, morre aos 83 anos


O ator americano Leonard Nimoy, que interpretou o Sr. Spock na série Jornada nas Estrelas, morreu aos 83 anos em Los Angeles, dia 27 de Fevereiro/15, segundo informou sua família.

Seu filho, Adam, disse que ele faleceu devido a uma doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) na manhã desta sexta-feira.
O ator fumou por muitas décadas e havia largado o vício havia mais de 20 anos.

Ele revelou no ano passado que tinha a doença. No início desta semana, soube-se que ele havia sido internado no dia 19 de fevereiro, depois de sentir dores no peito.

Além de interpretar, Nimoy fez carreira como diretor e escritor.

Ainda assim, será sempre lembrado por seu papel como o integrante metade humano e metade vulcano da tripulação da série de TV e cinema.

Em sua última mensagem em sua conta no Twitter, ele escreveu:
"A vida é como um jardim. Podemos ter momentos perfeitos, mas não preservá-los, a não ser na memória".


Início da carreira:

Leonard Simon Nimoy nasceu em Boston, no Estado de Massachusetts, nos Estados Unidos, em 26 de março de 1931. Seus pais eram judeus ortodoxos que emigraram de uma região da antiga União Soviética que hoje é parte da Ucrânia. Ele começou a atuar na infância e decidiu seguir carreira como ator, para o desalento de seus pais.

Nimoy começou a frequentar uma escola de atores local, mas largou os estudos e se mudou para Los Angeles, onde fez sua primeira participação, ainda que anônima, em um filme, em 1951. Um ano depois, ele ganhou o papel de protagonista em Kid Monk Baroni (1952), no qual interpretou um lutador de boxe. O filme foi um fracasso de bilheteria e Nimoy passou uma década interpretando papéis pequenos. Ele ganhava tão pouco como ator que entregou jornais para conseguir pagar as contas.


Rumo às estrelas:

Nimoy foi convocado pelo Exército americano em 1953, e chegou a ser sargento. Depois de dispensado, voltou a atuar.
Enquanto era militar, casou-se com sua primeira esposa, Sandy. Foi ela que o convenceu a continuar atuando quando ele pensou em buscar um emprego mais seguro.

Ele participou de vários filmes e séries de TV, sempre interpretando personagens menores, e parecia que este seria o espaço reservado a Nimoy em sua carreira como ator.

Em 1964, ele faz um vilão em um episódio de uma série de TV de espionagem, The Man From U.N.C.L.E., na qual, pela primeira vez, trabalhou com o ator William Shatner, seu futuro colega de elenco em Jornada nas Estrelas.

Enquanto isso, o roteirista e produtor Gene Roddenberry tentava vender a ideia da série de ficção científica para emissoras americanas. Roddenberry conseguiu persuadir a produtora Desilu a assumir o projeto, e a emissora NBC concordou em transmitir seu episódio-piloto.

Nimoy, nesta época já conhecido como character actor (ator de personagens distintos), foi convidado a interpretar Spock, um oficial de ciência da nave Enterprise que tinha uma mãe humana e um pai do planeta 'Vulcano'. Coube a Nimoy a primeira fala do piloto da série: "Chequem os circuitos!". A NBC considerou o piloto muito intelectualizado e lento, mas ainda assim pediu um novo episódio-piloto.


'Vida longa e próspera':

Spock foi o único personagem mantido do primeiro para o segundo piloto, que acabou rendendo o sinal verde para a série.
O segundo episódio-piloto já trazia alguns membros fixos do elenco de Jornada nas Estrelas, como Shatner no papel do capitão Kirk e James Doohan como o engenheiro Scott.

"Pela primeira vez", Nimoy disse certa vez, "eu tinha um trabalho que havia durado mais de duas semanas e um camarim com o meu nome pintado na porta em vez de escrito a giz."

Foi Nimoy que criou a famosa saudação vulcana, com uma mão aberta em 'V' entre o anular e o médio, que apareceu pela primeira vez em 1967. Ele a baseou em suas memórias dos gestos usados por clérigos judeus para dar sua benção. A saudação acabou sendo complementada com a expressão "Vida longa e próspera". A interpretação de Nimoy nos pilotos era bem diferente daquela que lhe rendeu a fama.

No início, Spock era um sujeito despreocupado - e não a figura séria e sem emoções que viria a se tornar um dos mais populares personagens de ficção científica de todos os tempos.


Alcoolismo:

Nimoy considerou o papel tão intenso que teve dificuldades para conseguir separá-lo de si mesmo. Mais tarde, em sua autobiografia, ele conta que ia para casa nos fins de semana e demorava até domingo de tarde para conseguir se desvencilhar por completo do personagem. Mas, na segunda de manhã, já tinha que incorporá-lo de novo.

Ele começou a buscar consolo na bebida - "só uma dose depois do programa, e uma mais depois dessa" - e chegou a ser internado para tratar o vício.

A NBC tirou Jornada nas Estrelas do ar em 1969, e Nimoy foi escalado para a série Missão: Impossível. Os produtores buscavam alguém para interpretar o personagem que substituiria o protagonista, Martin Landau. Quando este trabalho acabou, ele interpretou diversos papéis no cinema de na TV, além de peças de teatro. Mas não conseguiu se desvincular de Spock e cedeu sua voz para a série de animação da franquia, que foi ao ar em 1973.

Dois anos depois, publicou o primeiro volume de sua autobiografia, Eu Não Sou Spock, em que escreveu conversas imaginárias com o personagem. "A questão era assumir o Spock ou lutar contra o interesse público. Percebi que não tinha escolha." No fim, ele decidiu aceitar-se como Spock, e o segundo volume da autobiografia foi intitulado Eu Sou Spock.


De volta à Enterprise:

Em 1979, ele voltou à (nave espacial) Enterprise, para o primeiro longa-metragem da franquia. Nimoy dirigiu dois filmes que viriam depois, A Procura de Spock e A Volta para Casa, além de ter contribuído para os roteiros. Ele também interpretou o personagem mais duas vezes, quando a franquia voltou à TV.

Em 1987, ele dirigiu a comédia Três Solteirões e Um Bebê, um dos filmes de maior bilheteria daquele ano.

Nimoy anunciou sua aposentadoria em 2010, mas foi convencido a voltar a atuar um ano depois para mais uma vez interpretar o Dr. William Bell na série de ficção-científica Fringe.

Ele continuou a participar regularmente de convenções de Jornada nas Estrelas, mas admitiu que não tinha o mesmo conhecimento enciclopédico da série como seus fãs. "Fãs de Jornada nas Estrelas", Nimoy confidenciou, "podem ser assustadores. Se você comete um erro, eles reclamarão muito por causa disso."

Fonte: BBC




KristyAnne
Time Lady
Time Lady

Data de inscrição : 26/05/2010
Mensagens : 126
Humor : Run always!!!
Localização : TARDIS type 53
Touro Cavalo Feminino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum